ULTIMAS NOTICIAS

6/recent/ticker-posts

MERCOSUL: Estampadores esclarecem os custos das placas em RO em comparação com outros estados

placaplaca
O presidente da Cooperativa Estadual dos Estampadores de Placas de Veículos (Cooperplacas), Adilson Rodrigues, juntamente como outros membros da entidade, estiveram na redação do Rondoniaovivo, para falar sobre questão dos valores cobrados aos donos de veículos para a aquisição das novas placas, padrão Mercosul. O grupo representa mais de 25 proprietários de estamparias de placas em Rondônia, responsáveis pela confecção desse produto.
Em matéria vinculada pelo Rondoniaovivo, um despachante denunciou que o valor cobrado pela nova placa em Rondônia, é mais caro que em outros lugares do país. Segundo eles, em nosso estado o custo para os donos de veículos é de R$ 270,00, enquanto no Amazonas, o valor é de R$ 117,00.
Eles rebateram a afirmação, dizendo que a placa no estado do Amazonas, não custa esse valor, mas sim R$ 261,93, que é o par, além de envolver também a compra e colocação dela no veículo. “Em Rondônia, o preço é único com a placa já instalada no carro”, explicaram.  
O motivo da polêmica em torno do preço das placas do Mercosul em Rondônia, afirmaram os cooperados, se deveu a uma decisão do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que acabou com o intermediário.
Antes havia essa figura entre o dono do veículo e o estampador de placas na hora do emplacamento. Mas com a Resolução 780, do Contran, no artigo 13, sumiu o intermediário. Isso deixou muita gente desse comércio descontente. São pessoas que pararam de ganhar. Hoje a negociação é direta entre o dono do veículo e o estampador”, declararam.
Outra informação dada por eles é a de que no ano passado, foi feito um estudo por parte do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), junto com o Sebrae, mostrando que o custo do par de placas em nosso estado seria de R$ 290,00.
O aumento do valor da placa do Mercosul para a antiga foi de R$ 20,00 a R$ 30,00. Antes, o emplacamento era feito pelo Detran. Hoje, esse serviço ficou para as empresas estampadoras. Isso exige uma estrutura adequada, quadro de funcionários e as taxas do Serpro. Outra coisa, é que o valor é de R$ 270,00, é o preço base, mas ele pode diminuir ou aumentar, conforme a negociação entre cliente e o estampador. Nossa intenção é preservar o consumidor final”, concluiram.

Rondoniaovivo

Postar um comentário

0 Comentários