ULTIMAS NOTICIAS

6/recent/ticker-posts

POLÍCIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DE RONDÔNIA PARTICIPA DE PROJETO MINERVA, EM BRASÍLIA

periciapericia
A Polícia Técnico-Científica de Rondônia encaminhou o perito oficial criminal Danilo Reis para participar do Projeto Minerva, realizado pelo Ministério da Justiça, entre os dias 14 a 18 de outubro de 2019, em Brasília.
Conduzido pelos peritos criminais federais Maurício Vieira, Luciana Souto e Jorge Zacca, o projeto consiste no fortalecimento dos órgãos de perícia oficial dos Estados, sendo promovido por meio de parceria entre a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e Instituto Nacional de Criminalística (INC) da Polícia Federal.
O curso de Instrumentação Básica em Química Analítica, voltado para análise de substâncias psicoativas, foi ministrado no Instituto Nacional de Criminalística, no laboratório de Cromatografia Gasosa, dando ênfase à operação do equipamento GC/MS (Cromatógrafo Gasoso acoplado ao Espectrômetro de Massas), anteriormente disponibilizado pelo Governo Federal.
Ao todo, doze estados da Federação estavam representados: Rondônia, Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima e São Paulo.
Danilo Reis destaca a importância de participar do curso que contempla conhecimento nos métodos de triagem e identificação de substâncias em potencial psicoativo. “O curso privilegiou a parte de operação e manutenção do Cromatógrafo Gasoso, sendo essencial para os Estados participantes alinharem suas ações e interagirem, ampliando a gama de conhecimentos e fortalecendo as Perícias Oficiais na materialização deste tipo penal, que recebe grande destaque em mídia nacional. A Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) está em constante contato com as Secretarias Nacionais, na busca pelo aprimoramento das ferramentas e exames periciais, o fortalecimento institucional, garantindo maior robustez nas técnicas científicas aplicadas no auxílio à persecução criminal,” destacou.
Fonte: 015 – Secom – Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários