Vídeo mostra mulher agredindo Neymar no quarto de hotel em Paris - Diário de Rondônia - Aqui Você Fica Bem Informado

Post Top Ad

ANUNCIE CONOSCO - (69) 98431 - 0154

Vídeo mostra mulher agredindo Neymar no quarto de hotel em Paris

Share This
tim-3tim-3

Vazou na noite desta quarta-feira, o vídeo gravado por Najila Trindade no quarto do hotel em que ela esteve com Neymar Jr, em Paris. Nas imagens que a polícia já tem em mãos, Najila Aparece partindo pra cima de Neymar. “Você vai me bater, né?”, começa ela após dar o primeiro tapa no jogador. Neymar então diz “não, não, não, não me bate.” Em seguida a modelo sai de cima de Neymar e começa a estapeá-lo e agredi-lo com um objeto. “Vou te bater porque você me agrediu ontem e me deixou aqui sozinha”, disse Najila, enquanto encurralava o craque na cama. Neymar então tenta se esquivar da moça com chutes, até que ele se levanta pedindo para que ela tenha calma.
Em entrevista a Roberto Cabrini, Najila diz que marcou o segundo encontro para reunir provas do que havia acontecido no dia anterior. “Primeiro tive que assimilar tudo. Todo o acontecimento. Quando ele saiu do quarto, eu comecei a entender tudo que tinha acontecido. E como ele foi estúpido, ruim, me violou, me violentou, eu quis fazer justiça. Não acho que só porque eu estava afim de ficar com ele que ele tinha o direito de fazer aquilo comigo. Não consegui reagir devido aos traumas. Eu sabia que se não tivesse falado com ele normalmente não poderia provar que ele fez isso comigo”, afirmou ela ao SBT.
O caso veio à tona quando Najila registrou um boletim de ocorrência contra o craque alegando ter sido vítima de estupro. O B.O. foi feito no último dia 31, em uma delegacia de São Paulo. No dia seguinte, Neymar expôs toda a conversa íntima que teve com a modelo, na tentativa de provar que não houve estupro. Najila fez exame de corpo de delito no dia em que o caso foi registrado.
O laudo mostra que a única lesão detectada foi em um dos dedos das mãos da modelo. Mas a polícia não descarta que ela tenha sofrido alguma violência sexual. Para ter certeza, a delegada quer ter acesso, agora, ao laudo particular feito pela mulher e depois entregá-lo para uma junta médica analisar o documento. 
ASSISTA AO VÍDEO: 
Fonte: Meia Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

ANUNCIE CONOSCO (69) 98431-0154