ULTIMAS NOTICIAS

6/recent/ticker-posts

Programa Minha Casa, Minha vida sorteia 300 casas em Rondônia

2322_cfbfda4f4ef9da32018b03a0d98a62f5-copy-jpg2322_cfbfda4f4ef9da32018b03a0d98a62f5-copy-jpg

A Secretaria Municipal de Ação Social e Trabalho (Semast) de Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho, já começou a fazer as inscrições das famílias de baixa renda que desejam concorrer a casas do programa federal ‘Minha Casa, Minha Vida’. O prazo para se inscrever termina no dia 27 de março. Serão sorteadas 300 casas.
Desde o dia 9 de março, quando começaram as inscrições para a população concorrer as casas populares, a fila de pessoas no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) tem sido grande diariamente.
A dona de casa Francieli Cardoso de Oliveira, é uma das pessoas que sonham com a casa própria. Ela mora de aluguel com quatro filhos e chegou a ir dois dias consecutivos até o CEU para conseguir fazer a inscrição, que dá direito a ela concorrer a uma das 300 casas.
“Eu acho que tinha que ter mais senhas e mais pessoas atendendo, pois tem muita gente que sai do trabalho para vir fazer a inscrição e demora muito para ser atendida. Está bem complicado”, lamentou a dona de casa.
As inscrições das famílias estão sendo feitas por servidores da Semast. Até o momento quase cinco mil pessoas já estão concorrendo às casas populares. As senhas de atendimento serão distribuídas até o dia 27 de março, com um limite de 100 por dia. Para concorrer a uma das casas do programa, alguns critérios precisam ser obedecidos, conforme explica o secretário da Semast Elias Moisés.
“A renda familiar, ou seja, de todos os membros que compõem a família, tem que ser de no máximo R$ 1,8 mil. A moradia em Cacoal tem que ser de, pelo menos, três anos. Então esses critérios precisam ser seguidos, pois esse cadastro vai para a Caixa Econômica Federal”, explicou o secretário.
Segundo o secretário, alguns imóveis são reservados para grupos especiais. “Temos o grupo de áreas de risco, idosos, deficientes físicos, que entram no grupo especial. Para esse grupo temos destinado 3% das residências. Caso a demanda seja maior que a oferta, sortearemos entre essas pessoas nove casas”, detalhou Elias.
A previsão é que a obra fique pronta até junho de 2020.
Fonte: G1 RO

Postar um comentário

0 Comentários