ULTIMAS NOTICIAS

6/recent/ticker-posts

Em comissão, Agentes de Saúde reivindicam Piso Salarial em Rolim de Moura


a manhã desta quinta-feira (07), os Agentes de Saúde do município de Rolim de Moura se reuniram no plenário da Câmara Municipal de Vereadores para acompanhar a reunião das comissões que tratava do piso salarial que deveriam ter sido pago em janeiro deste ano de 2019.
De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Zona Mata �" Sinsezmat, Cristiane Ortega, o piso salarial se tornou obrigatório desde a aprovação da Lei Federal 13.708 de 14 de agosto de 2018, que estipulou o salário de R$ 1.250,00 que obriga aos municípios a efetivarem o pagamento já em janeiro, fato não ocorrido em Rolim de Moura.
Atualmente os Agentes de Saúde recebem o salário de R$ 1.114,00, além do Adicional de Insalubridade e o Auxilio Alimentação.
Para o Controlador Interno do município, Wander Bacelar, ele precisa de 15 dias para entregar o relatório circunstanciado feito pelo setor de orçamento, e 30 dias para o projeto ficar pronto e assim colocar em uma eventual votação.
De acordo com a Secretária Municipal de Saúde, Simone Paes, os repasses federais fundo a fundo, está em dias, mas a preocupação é o impacto na folha de pagamento, pois mesmo que o recurso do piso salarial seja de repasse do governo federal, o município vai continuar pagando Adicional de Insalubridade e Auxilio Alimentação, e o valor será mais alto, pois é pago de acordo com o salário.
Ao Rolim Notícias, Cristiane Ortega, Presidente do Sinsezmat, disse que a secretaria de saúde deverá pagar os retroativos aos agentes de saúde, pois deveriam estar em dias com o salário conforme a lei desde o mês de janeiro.
Tablets
Outro assunto debatido na reunião foi à compra dos Tablets aos Agentes, pois o recurso esta disponível através de uma emenda parlamentar desde o ano passado, e até o momento não houve a compra dos equipamentos.
A secretária de saúde Simone, esclareceu no ano passado, foram realizados três pregões eletrônicos, porém devido à configuração exigida pelo ministério, dois pregões deram desertos, e uma frustrada.
Neste ano os processos de licitações estão sendo analisados e serão refeitos novamente, e como o valor da emendar não esta atualizada com os valores dos equipamentos, a prefeitura terá que complementar o valor para a compra.
O prazo estipulado pela secretária foi de no máximo de 60 dias para que o processo seja finalizado e feito a licitação.
Participaram da reunião das comissões os vereadores, Uender Nogueira, Alison Junior, Delegado Morari, Ênio Reinicke, Claudinho da Cascalheira e o presidente da câmara Dr. Lauro, além dos Agentes de Saúde do município.



Fonte: Rolim Notícias

Postar um comentário

0 Comentários