ULTIMAS NOTICIAS

6/recent/ticker-posts

Distribuidora de combustíveis investe R$ 18 milhões para se instalar em Vilhena e prevê criação de centenas de empregos


A Secretaria de Turismo Indústria e Comércio (Semtic) visitou recentemente visitou obras da distribuidora de combustíveis Atem em Vilhena. Com capacidade para vender 10 milhões de litros por mês, a empresa prevê movimentação mensal de mais de 220 cargas em seu pátio, o que poderá gerar dezenas de empregos diretos e centenas de indiretos. A construção deve ser concluída em julho deste ano.
A prefeitura vinha mantendo contato com a empresa desde o ano passado, para organizar um encontro da administração municipal com os responsáveis pela obra. A vice-prefeita Maria José (PSDB) acompanhou a visita, juntamente com o diretor da distribuidora de combustíveis Atem no município. A construção deve ser concluída em julho deste ano.
“É ótimo vermos como a cidade tem capacidade de receber empreendimentos grandes como este. A atual administração é parceira de todos que desejam investir aqui e por isso fazemos questão de acompanhar de perto para que possamos contribuir para o desenvolvimento de nossa cidade”, conta Maria José.
Junto da vice-prefeita, também estiveram na visita o presidente da Aciv (Associação Comercial e Empresarial de Vilhena), Olino Zoche, Rita Marta, representante da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio (Semtic), bem como o gestor Mário Sérgio, chefe de gabinete da Prefeitura.
Ricardo Dias, responsável pela obra na cidade e um dos diretores da Atem, revelou os números positivos para a economia local que serão gerados com a instalação da empresa na cidade. “Nosso investimento aqui é de R$ 18 milhões e teremos capacidade de armazenar quase 1 milhão de litros de combustível. No entanto, a rotatividade será grande, já que prevemos vender dez vezes isso por mês, para Vilhena e região”, conta.
ÁLCOOL MAIS BARATO
Atualmente o álcool precisa ser armazenado em Porto Velho, mesmo vindo do Mato Grosso. Isso significa que ele passa por Vilhena, vai até a capital e tem de retornar até os postos de combustível do Portal da Amazônia. Esse frete duplo será eliminado com a inauguração da Atem na cidade e a previsão é que o valor do álcool reduza.
“Facilitando a logística de distribuição com certeza teremos ganhos substanciais. Em Porto Velho o álcool chega a custar R$ 2,27 enquanto aqui compramos ele por R$ 3,69. É uma diferença muito grande”, analisou Olino Zoche.
CIDADE PROMISSORA
O encarregado da obra se mostrou animado com a cidade. “Adorei Vilhena, é uma terra maravilhosa, com gente bonita e promissora. Percebi que temos muita tranqüilidade e qualidade de vida aqui, com clima bom e povo amistoso. É muito bom poder investir em uma cidade que nos recebe bem”, revelou Ricardo.
Esse cenário favorável ao desenvolvimento e a posição estratégica de Vilhena, fizeram Ricardo optar pela cidade na construção da distribuidora. Considerando que cada caminhão tanque tem capacidade de 45 mil litros, o abastecimento dos 10 milhões de litros mensais previstos exigirá a mobilização de 222 cargas de carretas. O movimento deverá gerar conseqüências positivas no setor de manutenção de veículos, postos de combustível, imóveis para famílias dos caminhoneiros, construção civil e comércio em geral.
PROJETOS SOCIAIS
Interessada no progresso da comunidade, a Atem se comprometeu em destinar parte dos lucros para o apoio de projetos sociais no município, como é praxe da empresa em suas outras sedes. “Faturamos R$ 5,3 bilhões em 2018 e em 2019 a previsão é de R$ 8 bilhões. Nos sentimos na obrigação de retornar à sociedade parte desses valores. Queremos ver um país melhor não só cobrando do Governo e das autoridades, mas fazendo a nossa parte também”, completa Ricardo.
Segundo o secretário Marcondes Cerrutti, a importância desse novo investimento se traduz na geração de mão-de-obra na construção, aquisição de materiais para a obra no comércio local, produção de novos empregos diretos e indiretos, além da arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para o Estado, sendo o combustível um dos grandes geradores de arrecadação.
Fonte: Semcom - Vilhena

Postar um comentário

0 Comentários