Incêndio atinge loja de tintas em Porto Velho; professor salvou possíveis vítimas - Diário de Rondônia - Aqui Você Fica Bem Informado

Post Top Ad

ANUNCIE CONOSCO - (69) 98431 - 0154

Incêndio atinge loja de tintas em Porto Velho; professor salvou possíveis vítimas

Share This

Incêndio atingiu a loja na madrugada deste sábado (16). Segundo testemunhas, o fogo começou em um ar condicionado da loja.
whatsapp-image-2019-02-16-at-01.58.53
Um incêndio de grandes proporções atingiu uma loja de tintas na madrugada deste sábado (16), na avenida Amazonas, bairro Agenor de Carvalho, em Porto Velho. O fogo só foi parcialmente contido pelo Corpo de Bombeiros por volta das 6h. A Polícia Civil investiga o caso.
Segundo testemunhas, o fogo começou em um ar condicionado da loja e demorou para ser controlado por causa da falta de água nos carros do Corpo de Bombeiros.
“O fogo começou pequeno e se alastrou porque não tinham carros suficientes”, disse uma testemunha.
O professor Augusto Silva passava pela avenida no momento do incêndio e acionou o Corpo de Bombeiros. Enquanto os agentes chegavam ele buzinou, tocou campainhas e jogou pedras nas casas vizinhas para alertar os moradores sobre o fogo.
“Já havia parado um carro então a gente parou do lado para ver o que estava acontecendo. Eu vi a fumaça e fiquei preocupado porque vi uma região de apartamentos. No momento imediato a gente ligou para os bombeiros, eles informaram que já estavam vindo. Então junto com o outro carro que a havia parado a gente começou a tocar as campainhas e jogar pedras para acordar as pessoas. Graças a Deus elas acordaram com o susto e desceram”, lembra o professor.
Carlene Camargo é uma das moradoras da região, ela percebeu a fumaça passando por cima de sua casa e sentiu um forte cheiro de borracha queimada.
“Eu pensei que era de algum carro que estava pegando fogo. Quando eu saí no portão percebi que era na loja e logo em seguida eu descobri que era no ar condicionado. As pessoas já estavam tirando os vizinhos da loja”, comentou Carlene, ressaltando que viu Augusto e outras testemunhas tentando salvar os vizinhos da loja.
“Ele [Augusto] começou a jogar pedras nas casas e buzinar para acordar os vizinhos e evitar um acidente maior, com vítimas”, disse.

O que diz o Corpo de Bombeiros?

De acordo com o Corpo de Bombeiros, inicialmente duas viaturas foram enviadas para atender a ocorrência, quando os agentes viram a proporção do incêndio chamaram mais uma. A bomba d’água dessa terceira viatura quebrou por isso outros dois carros foram solicitados.
No total, 25 bombeiros e cinco viaturas estavam no local, mas apenas quatro foram usadas. O carro que quebrou carregava 10 mil litros de água.
Vandro Bandeira dos Anjos, Comandante do 1° grupamento de bombeiros, que atendeu a ocorrência, confirmou que a água de um dos carros acabou devido as grandes proporções do incêndio, e não pelo fato de ter pouca água no veículo.
O fogo só foi totalmente apagado por volta das 6h deste sábado (16). A Polícia Civil investiga o caso.
Fonte: G1/Ro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

ANUNCIE CONOSCO (69) 98431-0154